Filhote de peixe-boi é avistado em Porto de Pedras; veja vídeo

O registro foi breve: cinco segundos apenas, mas o suficiente para a constatação da boa-nova: a fêmea de peixe-boi Aira pariu mais um filhote, o segundo. O pequeno deu o ar da graça nesta quarta-feira (5) e foi flagrado emergindo para respirar ao lado da mamãe, nas águas do Rio Tatuamunha, em Porto de Pedras, …

Continue lendo Filhote de peixe-boi é avistado em Porto de Pedras; veja vídeo

A Mancha: série de tirinhas recorda maior desastre socioambiental do litoral do Brasil e cobra respostas

Em 30 de agosto de 2019, surgiam as primeiras manchas de óleo cru em praias do Nordeste. Para cobrar respostas e a responsabilização acerca da maior tragédia socioambiental do litoral brasileiro, prestes a completar um ano, o Instituto Bioma Brasil e o projeto de divulgação científica “A Bordo do Beagle” lançaram a série de tirinhas intitulada “A Mancha”.

Expedição feita pelo ICMBio constata branqueamento e morte de corais na APACC

O Núcleo de Gestão Integrada (NGI) do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) fez uma constatação preocupante: corais estão sofrendo com os efeitos danosos da elevação da temperatura da água do mar na Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais (APACC). O fenômeno climático tem provocado o branqueamento de colônias inteiras e a consequente morte desses organismos.

Campanha faz live para ajudar comunidades pesqueiras do Litoral Norte de Alagoas

A Campanha Pescando Ajuda promove neste sábado (25), a partir das 15 horas, live beneficente. O objetivo é auxiliar as comunidades pesqueiras da Barra de Santo Antônio e de Paripueira, no Litoral Norte de Alagoas. A transmissão ao vivo acontece pelo canal Alagoas Arte Cultura no YouTube e também pelo Facebook . Intuito é atingir …

Continue lendo Campanha faz live para ajudar comunidades pesqueiras do Litoral Norte de Alagoas

Instituto conclui necropsia em baleia que encalhou morta

O Instituto Biota de Conservação informou, na manhã desta quinta-feira (23), que a necropsia da Baleia-fin foi concluída por volta da meia-noite, após mais de 12 horas de trabalho. Segundo o Instituto, a baleia possuía um quadro de parasitose severa com comprometimento dos grandes vasos, rins e pulmões.