Pandemia: Alagoas está entre os 6 destinos turísticos mais seguros do país

Alagoas subiu duas posições no ranking do Selo do Turismo Responsável, chancela do Ministério do Turismo (Mtur), concedida a estabelecimentos de toda a cadeia da atividade que cumprem os protocolos sanitários em atenção à pandemia. Agora, ocupa a 6ª colocação no Brasil e o 2º lugar da região Nordeste. Para a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), isso é a prova de que o estado tem se consolidado como um dos destinos turísticos mais seguros do país.

Cerca de 30% dos estabelecimentos em AL aderiram ao selo Turismo Responsável

Cerca de 30% dos estabelecimentos turísticos de Alagoas aderiram ao “Selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro” do Ministério do Turismo. A informação é da própria Pasta, que acredita que ainda há espaço para ampliar a quantidade de adesões no estado. Publicidade Após mais de 10 meses de seu lançamento, 1.461 selos foram emitidos em Alagoas, …

Continue lendo Cerca de 30% dos estabelecimentos em AL aderiram ao selo Turismo Responsável

Costa dos Corais é a 2ª região turística de AL com mais empresas certificadas pelo Selo Turismo Responsável

Maragogi e Japaratinga, no Litoral Norte, são dois dos cinco municípios alagoanos que mais possuem empresas autenticadas com o Selo do Turismo Responsável. Os destinos integram a Costa dos Corais, região turística com o segundo maior quantitativo de empreendimentos qualificados pelo Ministério do Turismo (Mtur).

Milagres triplica número de empreendimentos com Selo Turismo Responsável

São Miguel dos Milagres, no Litoral Norte de Alagoas, mais que triplicou o número de empreendimentos certificados pelo Ministério do Turismo (MTur) com o Selo Responsável – Limpo e Seguro. Em 20 dias, o município integrante da Rota Ecológica passou de 07 para 22 o número de chancelas, um aumento de 214%. Ainda no Litoral …

Continue lendo Milagres triplica número de empreendimentos com Selo Turismo Responsável

Registro no Cadastur tem aumento de 38% em 3 meses

O número de registros no Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos do Ministério do Turismo (Cadastur) teve um aumento de 38% entre os meses de maio e julho deste ano, em todo o país. O acréscimo, segundo a pasta, se deve, principalmente, à necessidade do documento para a emissão do selo “Turismo Responsável” e para a solicitação de financiamentos de parte R$ 5 bilhões via Fundo Geral do Turismo (Fungetur).