Azul deve retomar voos para a região dos Cânions do São Francisco

Gestores de Turismo de Alagoas, Pernambuco e Sergipe receberam, em Delmiro Gouveia (AL), nesta terça-feira (17), o diretor de relações institucionais da companhia aérea Azul, Marcelo Bento, para discutir a retomada de voos para o aeroporto de Paulo Afonso (BA). Trata-se de uma estratégia de impulsionar o turismo da região dos Cânions do São Francisco.

Bento explicou que a crise econômica gerada pela pandemia do coronavírus comprometeu bastante a malha aérea brasileira e que só neste segundo semestre algumas rotas estão sendo retomadas.

“Não tenho como confirmar prazo para retomada do voo da Azul para região dos Cânions do São Francisco – aeroporto de Paulo Afonso -; mas posso assegurar que esta rota será retomada. É de interesse da companhia diante da potencialidade de demanda”, expôs Marcelo Bento durante a apresentação das expectativas da companhia Azul para os próximos meses.

Publicidade

A reunião estratégica integrada contou com a participação do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas (Sedetur), Marcius Beltrão; o secretário de Turismo de Sergipe, Sales Neto; o presidente da Empresa de Turismo de Pernambuco, Antônio Neves; gestores de turismo, prefeitos e empresários dos estados de Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe.

“Neste encontro apresentamos toda a potencialidade da Região dos Cânions do São Francisco de forma integrada, expondo os atrativos dos quatro estados para mostrar ao diretor da Companhia Azul o porquê queremos a retomada de voos para região. A resposta foi a melhor possível porque mesmo sem definição de data para o retorno conseguimos firmar o compromisso da retomada da rota aérea”, expôs o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas (Sedetur), Marcius Beltrão.

Na ocasião, cada secretário de Estado apresentou os principais produtos e serviços turísticos que compõem a região dos Cânions do São Francisco e se comprometeu a estruturar ações promocionais de forma integrada comercializando as potencialidades dos quatro estados a partir da abordagem regional.

“Essa estratégia de comercializar os destinos de forma regional é bastante interessante porque ela induz que os turistas permaneçam mais tempo na região escolhendo os atrativos de interesse. Hoje, com cada destino se vendendo sozinho, os turistas chegam e ficam entre 2 e 3 dias; neste modelo regional, acreditamos que o tempo de permanência vai aumentar porque o deslocamento de uma cidade para outra é curto e há muito o que se fazer nos destinos”, relata o secretário municipal de Indústria, Turismo e Comércio de Paulo Afonso, Nino Rangel.

Turismo e Economia

Com abrangência geográfica nos estados de Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe a região dos Cânions do São Francisco tem no turismo uma das principais potencialidades econômicas.

Publicidade

Dispondo de atrativos turísticos náuticos, culturais, gastronômicos, históricos e de aventura, a região vem captando a cada ano um número maior de turistas. Esse processo vem influenciando os setores econômicos da região com a implantação de meios de hospedagens, restaurantes e diversos outros serviços que ajudam a movimentar a economia das cidades com a geração de emprego e renda para população.


Com Ascom Sedetur

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s