2° trimestre revela queda brusca nos indicadores de mercado do transporte aéreo

Dados divulgados nesta segunda-feira (20) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) revelam os impactos causados ao transporte aéreo pela Covid-19. O setor tem registrado queda desde março de 2020, quando foi decretada a pandemia.

Esses indicadores sofreram reduções mais bruscas, sobretudo, no último trimestre (abril, maio e junho), justificadas pela diminuição de voos entre os estados brasileiros, que no início da pandemia chegou a ser 91,6% menor do que os voos planejados pelas empresas aéreas para o período.

Em junho, por exemplo, a demanda por voos no mercado doméstico, medida em passageiros quilômetros pagos (RPK), teve queda de 85% na comparação com junho de 2019.

Contudo, mesmo sendo um indicador decrescente, o percentual de junho apresenta melhora, considerando que em maio e abril a redução na demanda doméstica foi de 91% e 93,1%, respectivamente.

A oferta de voos no mercado doméstico (calculada em assentos quilômetros ofertados – ASK) seguiu a mesma linha da demanda por voos, apresentando retração do percentual do indicador no segundo do trimestre do ano, em comparação com o mesmo período do ano anterior, sendo da ordem de 83,6% em junho, 89,6% em maio e 91,4% em abril. Os dados de oferta de assentos também vêm caindo desde março.

Em abril, ocupação das aeronaves, por sua vez, passou de 81,9% em 2019 para 65,4% de aproveitamento. Entretanto, este indicador subiu, em maio, para 70,7% e seguiu o crescimento em junho, apresentando 74,6% de ocupação nas aeronaves em voos domésticos .

Este indicador está diretamente relacionado à quantidade de passageiros transportados.

Outros dados de estatísticas do setor como a quantidade de carga e passageiros transportados, tarifa aérea média real, número de decolagens, dentre outros, estão disponíveis para consulta no site da Anac, por meio do sistema Consulta Interativa.

Fonte: Anac

 
Mercado Internacional

Além da diminuição da oferta de voos, mencionada como impacto nos dados domésticos, o fechamento de algumas fronteiras também foi fator determinante nos números do setor no mercado internacional.

Em junho, a demanda internacional caiu 95,4% e a oferta 89,3%, comparando-se com junho de 2019. Maio e abril também apresentaram dados de queda brusca, acima de 90% em relação ao ano passado.

Os dados do mercado internacional também estão disponíveis no sistema Consulta Interativa.

Desde março, o Relatório de Demanda e Oferta do Transporte Aéreo passou a ser disponibilizado para o público em geral por meio de gráficos interativos, onde é possível ter acesso aos indicadores desejados selecionando o mês de referência.

Confira o relatório completo do mês e a série histórica clicando AQUI.


Com Ascom Anac

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s