Maragogi lança projeto de coleta seletiva na orla

A prefeitura de Maragogi, por meio da Secretaria de Trabalho, Emprego e Geração de Renda, lançou, na quinta-feira (13), o projeto Coleta Seletiva. A solenidade foi realizada na Praça dos Idosos, orla marítima do município turístico, localizado na região Norte do Estado.

Solenidade contou a presença do secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fernando Pereira

A cerimônia de lançamento contou com a presença do prefeito do município, Fernando Sérgio Lira; do secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Fernando Pereira; do deputado estadual Léo Loureiro; e do secretário municipal de Meio Ambiente, Gabriel Vasconcelos.

“Futuramente, vamos construir uma usina para transformar todo o lixo em energia, garantindo, assim, a eliminação correta de todos os resíduos daqui”, salientou o prefeito de Maragogi.

De acordo com a diretora de qualificação profissional, empreendedorismo e economia solidária, Poliana Nascimento, o projeto de implantação da coleta seletiva em Maragogi consiste na junção de esforços entre o poder público e a iniciativa privada.

“A proposta é começar com um projeto-piloto em uma região demarcada, no caso a orla marítima do município e, gradativamente, expandir conforme a evolução, maturidade e viabilidade socioeconômica que o projeto apresentar”, detalhou ela.

Durante a solenidade, a secretária de Trabalho, Emprego e Geração de Renda, Márcia Fidélis, fez a entrega do projeto ao prefeito e ao secretário Fernando Pereira. Primeira-dama do município, ela também preside o Comitê Gestor, grupo de trabalho que vai atuar no planejamento, execução e acompanhamento do projeto.

“Estamos capacitando todos os envolvidos nessa coleta seletiva, junto com o município de Maragogi”, afirmou Fernando Pereira.

Inicialmente, projeto vai atuar na orla marítima da cidade

Após a solenidade, ocorreu a primeira coleta seletiva oficial no município, feita pelos trabalhadores da Cooperativa Unirecicla, que contou com o apoio da empresa Seneape.

No início da semana, eles visitaram as casas e estabelecimentos comerciais da orla, onde atuaram na sensibilização e educação ambiental. A Cooperativa fica responsável pela triagem e comercialização dos materiais recicláveis. Segundo dados da Secretaria de Relações Institucionais, cerca de 16% dos resíduos produzidos em Maragogi, o equivalente a 173,26 toneladas, podem ser reciclados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s