Serra da Barriga recebe visitantes de 16 países

A Serra da Barriga, em União dos Palmares, na Zona da Mata alagoana, recebeu, de novembro de 2018 até abril deste ano, visitantes de 16 diferentes países. O aumento do fluxo de turistas acontece após o “coração” do Quilombo dos Palmares ter sido agraciado, há um ano e meio, com o título de patrimônio cultural do Mercosul.

Serra da Barriga, em União dos Palmares (Foto: Itawi Albuquerque)

Argentinos, portugueses e italianos são responsáveis pela maior parcela do fluxo de turistas à Serra da Barriga.  Alemães, árabes, canadenses, colombianos, cubanos, estadunidenses, haitianos, uruguaios, russos, porto-riquenhos, dinamarqueses, franceses e espanhóis também já visitaram o Parque Memorial Quilombo dos Palmares.

Já entre o fluxo nacional, se destacam turistas de Alagoas e Pernambuco. O segmento mais forte na região é o turismo pedagógico, onde estudantes, pesquisadores e intelectuais dos mais variados níveis de graduação realizam visitas técnicas à região, que é uma das mais importantes para a história e cultura do país.

No total, entre turistas nacionais e internacionais, quase 7.500 pessoas passaram pelo Parque Memorial Quilombo dos Palmares neste período. As informações são da Fundação Palmares, responsável pela manutenção do equipamento. Os indicadores revelam também que o Parque recebeu visitantes de 368 municípios brasileiros, oriundos de 26 estados da federação, neste mesmo período.

Rafael Brito, secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, ressalta que estes resultados têm sido obtidos também pelo esforço do governo de Alagoas na promoção e fortalecimento do Destino.

 “A Serra da Barriga é um dos nossos principais diferenciais turísticos para o mundo e estamos empenhados em fortalecer a região, que está presente em todo nosso material de promoção, em nossas capacitações, workshops e feiras em que divulgamos Alagoas dentro e fora do país. Além disso, o governo do Estado também tem feito investimentos em infraestrutura, com a pavimentação do acesso à Serra, por exemplo, que já está praticamente pronta. Todo esse esforço certamente vai impactar, ainda mais, no fluxo de turistas na região, gerando ainda mais oportunidades de renda e emprego para a população local”, frisou.


Com informações da Ascom Sedetur

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s